No dia 23 de novembro autoridades e convidados, participaram do último encontro formativo do projeto Aconchego com os profissionais das áreas saúde, educação e assistência social. Realizado no auditório do Departamento de Educação, o encontro marcou o encerramento das ações formativas e início das ações de continuidade que serão realizadas pelo grupo de multiplicadores participantes do projeto.

No período da manhã a celebração com as autoridades e representantes das instituições envolvidas contou com momentos de sensibilização e reflexão sobre a importância do trabalho com a Primeiríssima Infância. Já no período da tarde, a formação com o músico, arte-educador e pesquisador das infâncias, Nélio Spréa, contribuiu com as reflexões sobre a temática “Brincadeiras cantadas” para mobilização dos multiplicadores.

O diretor do Departamento de Saúde, Elthon Rodrigues Oliveira, afirmou que o projeto contribui com a reflexão crítica dos profissionais sobre a importância do atendimento na primeira fase da vida: “o projeto possibilitou uma abordagem que ultrapassa a visão do cuidar em saúde e passa a oferecer um atendimento que oportuniza o desenvolvimento do ser humano como um todo”.

A diretora do Departamento de Educação Maria Claudia Brondani Rabelo, afirmou a importância do trabalho intersetorial para a defesa e promoção dos direitos das crianças, “nossa história é costurada com objetivos comuns, o que vamos fazer para que nossas crianças possam brincar, sorrir e se desenvolver está em nossas mãos, e o projeto veio contribuir com essa caminhada”.

Entre os profissionais envolvidos no processo formativo, estão educadores, educadores sociais, gestores das três áreas e todos os 40 agentes comunitários de saúde do município, como Cristiane Melo, que relatou sobre a repercussão das ações práticas propostas no atendimento cotidiano com as famílias: “Tudo o que aprendemos aqui nós levamos para o atendimento nas casas, na comunidade, e isso fortaleceu a confiança das famílias no nosso trabalho, nos fortaleceu como agentes defensores dos direitos. Conseguimos compreender que podemos contribuir muito com a vida dessas crianças!”, disse.

Ainda sobre o impacto do projeto na atuação dos profissionais, a agente comunitária Izete de Alcantara reafirmou a importância do trabalho coletivo, “nossas crianças precisam de nós como comunidade, unidos para promover esse brincar, essas possibilidades para o desenvolvimento delas”.

A continuidade das ações planejadas pelos participantes durante o percurso formativo do projeto, com o apoio dos profissionais formadores, gerou documentos que compõem um Plano de Trabalho sistematizando as estratégias pensadas de maneira integrada entre as áreas em 2017. Ao terminar o processo formativo neste seminário, o grupo reafirmou o compromisso em realizar essas ações e dar sustentabilidade à proposta de fortalecer vínculos por meio do brincar para o desenvolvimento integral das crianças.

O projeto , realizado pelo Instituto InterCement e pela Rede Marista de Solidariedade, em parceria com a Prefeitura Municipal de Cajati, realizou formações teórico-práticas com 50 profissionais que realizam o atendimento direto às crianças de até 3 anos e suas famílias com o objetivo de fortalecer os vínculos familiares e comunitários. As formações teórico-práticas tiveram início em março de 2015 e contaram com a expertise de diversos especialistas sobre as temáticas abordadas.