Projeto realizou a formação continuada de educadores, gestores e agentes do Sistema de Garantia de Direitos, promovendo a defesa do direito ao brincar

A última semana de formação e encerramento do projeto “Brincadiquê? Pelo Direito ao Brincar na escola” em Araucária, realizada entre os dias 23 e 26 de junho, reuniu 850 educadores e gestores da Primeira Infância e do 1° ano do Ensino Fundamental da Secretaria Municipal de Educação do município.

O projeto é desenvolvido pela Rede Marista de Solidariedade, por meio do Centro Marista de Defesa da Infância e conta com o apoio do Instituto HSBC Solidariedade. Em Araucária, foram realizadas atividades desde novembro de 2014, contabilizando 136h de formação para 34 gestores e educadores.

Ao longo do projeto, foram confeccionados cerca de 1.500 materiais lúdicos durante as formações, o que beneficiou aproximadamente 5998 crianças diretamente e 4.869 indiretamente, em 16 unidades de educação. No encerramento das atividades, foram realizados os últimos encontros do Grupo de Trabalho e a entrega dos documentos produzidos durante as formações para a garantia de continuidade do projeto no município. Também foi realizado um seminário aberto, com a palestra do músico e pesquisador Nélio Spréa, sobre “Linguagem escrita e matemática x práticas sociais”.

Segundo Sheila Pomilho, coordenadora do projeto, o destaque do município foi o engajamento do Grupo de Trabalho ‘Genti Trakina’ que resultou na construção de instrumentais qualificados no que se refere à promoção do direito ao brincar na infância.

“O envolvimento dos gestores durante o projeto contribuiu para obtermos resultados que permanecerão após o término dos nossos encontros. Saímos com a certeza de que a promoção do direito ao brincar estará atrelada às ações da área da educação e aos diferentes setores que comungam da defesa do direito de todas as crianças”, comemora a coordenadora.

Para o segundo semestre deste ano, foi elaborado um calendário municipal de ações visando promover o brincar no cotidiano infantil. Entre as ações estão o Dia do Brincar da família nas Unidades de Atendimento, por meio de oficinas de construção de brinquedos, práticas lúdicas, intervenção brincante em alguns espaços públicos do município por meio de brinquedos e objetos que proporcionem o brincar com as crianças nas praças da cidade.