Após realização do projeto, os participantes serão multiplicadores, mobilizando outros agentes do Sistema de Garantia de Direitos e promovendo atividades do brincar

A Rede Marista de Solidariedade, por meio do Centro Marista de Defesa da Infância, desenvolveu desde novembro de 2014 o projeto Brincadiquê? Pelo Direito ao Brincar na escola no município de Caxias do Sul (RS). Com o apoio do Instituto HSBC Solidariedade e em parceria com a Secretaria Municipal de Educação do município, foram realizadas diversas atividades com foco no direito ao brincar, reconhecendo sua importância para o desenvolvimento integral da criança.

Com o desenvolvimento do projeto, foi possível qualificar as ações desenvolvidas pelo município para promoção do direito ao brincar. Durante os oito meses de atividades, foram realizadas 136 horas de formação para 44 educadores e gestores da educação infantil e do primeiro ano do Ensino Fundamental, beneficiando 1.320 crianças diretamente e 10.272 indiretamente, em 27 unidades de educação.

Segundo Elise Testolin de Abreu, gerente pedagógica da Secretaria Municipal de Educação de Caxias do Sul, várias propostas do projeto foram elencadas no Calendário Municipal. “No Dia dos Avós (dia 26 de Julho), por exemplo, serão promovidas atividades de resgate à memória e cultura de brincadeiras de infância dos avós nas escolas, promovendo interação entre família e escola e ainda, trabalhando a questão do respeito da sabedoria dos mais experientes”, revela.

Encerramento do Projeto
De 24 a 27 de junho, aconteceu a última semana de formação e encerramento do projeto “Brincadiquê? Pelo Direito ao Brincar na escola”, em Caxias do Sul (RS). Nesse período, foram realizados os últimos encontros do Grupo de Trabalho, com a entrega dos documentos produzidos ao longo dos encontros, para a garantia de continuidade do projeto no município. Também foi realizado um seminário aberto, que contou com palestra do músico e pesquisador Nélio Spréa, sobre “Linguagem escrita e matemática x práticas sociais”.

A atividade reuniu cerca de 160 profissionais da educação infantil do Município, na sede da Secretaria Municipal da Educação de Caxias do Sul. “O envolvimento dos gestores durante o projeto contribuiu para obtermos resultados que permanecerão após o término dos nossos encontros. Saímos com a certeza de que a promoção do direito ao brincar estará atrelada às ações da área da educação e aos diferentes setores que comungam da defesa do direito de todas as crianças”, comemora Sheila Pomilho, coordenadora do projeto.